Peelings Químicos Corporais

Peelings químicos consistem na aplicação tópica de substâncias na pele limpa e desengordurada que promovem, de modo geral, sua renovação e descamação.

São classificados em superficiais, médios e profundos dependendo da profundidade da pele que atingem. Cada substância aplicada atinge uma camada diferente da pele. Quanto mais profundo, maior a descamação e renovação celular.

Os peelings devem ser feitos quando a pessoa não for se expor ao sol. Pode ser feito no verão sem problemas, desde que o paciente se prive do sol por 15 a 30 dias após a realização do procedimento para evitar complicações pela exposição solar.

A descamação da pele do corpo geralmente ocorre entre o segundo e sétimo dia após a aplicação. Pode haver vermelhidão da pele por alguns dias e sensação de pele mais sensível. São prescritos hidratantes reparadores não irritantes para acelerar o processo de regeneração da pele.

Os peelings corporais podem ser associados a outros procedimentos.

TIPOS DE PEELINGS

ÁCIDO RETINOICO: o peeling de ácido retinóico é indicado para renovação celular, clareamento da pele, estímulo de colágeno e melhora da textura da pele. No corpo é muito utilizado como tratamento complementar de estrias.

É contra-indicado para gestantes e lactantes.

ÁCIDO SALICÍLICO: o peeling de ácido salicílico é indicado no corpo para controle de lesões ativas por acne, geralmente no colo e no dorso.

ÁCIDO TRICLOROACÉTICO (ATA): o peeling de ácido tricloroacético é um peeling mais profundo e pode ser utilizado em diferentes concentrações podendo ser mais ou menos agressivo. Entre suas indicações estão: melanoses (manchas mãos e braços) e tratamento de queratoses actínicas  (cauterização química das lesões).

PELLING CLAREADOR: o peeling clareador é um tratamento despigmentante que elimina ou atenua as manchas cutâneas de origem melânica, uniformizando o tom da pele e aumentando sua luminosidade. Também pode ser utilizado no corpo para clarear manchas.